Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2005

Oportunidade

Dúvidas, comentários, críticas e maiores informações, favor direcionar para o e-mail: literaturanobrasil@bol.com.br

Última chamada!

O projeto cultural Literatura no Brasil, está aceitando textos para serem divulgados na “Quinta Fase” (Fevereiro à Maio), que será lançada no começo de Fevereiro de 2005.
Todo texto que o projeto recebe, é analisado por uma comissão literária e se aprovado for, será trabalhado durante quatro meses (Uma fase).
Debates, palestras, rádios comunitárias, cartas enviadas, eventos, feiras literárias, saraus, encontros sociais, e Internet, são os ambientes que o Literatura no Brasil usa para divulgar os textos.
Os critérios de avaliação: Cunho social, informação e texto literário.
Aqueles que trabalham com literatura, ou seguem a carreira de escritor, não percam essa oportunidade, são mais de 1.250 leitores de todo o Brasil, cadastrados com o projeto.


Lançado o fanzine “Rastilho” nº 01 – janeiro/fevereiro
Quem deseja adquiri-lo, entre em contato com Lygia Canelas:

Para reflexão...

Memórias de um mendigo (Sacolinha)

Num dia qualquer do início de dezembro acordei cedo e notei minha garrafa vazia. A noite passada foi foda, o vento zunia desesperado em meus ouvidos, ainda bem que a pinga durou até eu dormir. É a maior delícia dormir sob o efeito da branquinha. Que vocês não venham me criticar, eu bebo não é por que gosto é a situação que me obriga. E agora deu pra ter manda chuva dando pauladas nas nossas cabeças, achando que nós somos sacos de lixos. Aí é que tem que beber mesmo.
Esperei a multidão acabar, foi melhor assim, depois me levantei e fui na birosca do seu Jorge tomar um pingado e encher a minha garrafa.
O que me chama a atenção no meio desse povo indo trabalhar, são as mulheres vestidas em trajes mil. No calor é pior ainda. Falo pior por que comigo o buraco é mais embaixo. Eu também sou ser humano e como tal também tenho desejos sexuais. Quero trepar, comer, realizar fantasias e gozar. E pra realizá-los é só por meio da masturbação, não há outro jeito. Ne…

Próximos eventos

L a n ç a m e n t o

Núcleo de Literatura “Rastilho” lança seu primeiro Fanzine

Apresentações teatrais – Leituras dramáticas – Pinturas e Textos Exposição e distribuição de Zines.

Monólogo “O Pacífico Homem Bomba”, adaptação do conto do escritor Sacolinha, dirigido por Gilmar Ferreira e encenado por Rangel Andrade.

Recital de poesias

Bate-papo sobre Fanzine

Grafiteiros em atividade durante o evento

Dia 29 de Janeiro (Sábado), á partir das 19h00

Centro Cultural Francisco Carlos Moriconi - Biblioteca Municipal - Rua Benjamim Constant, nº 682 – Centro de Suzano

Entrada gratuita

Realização: Núcleo de Literatura e Fanzine “R a s t i l h o”

Apoio: Projeto Cultural Literatura no Brasil
APAC (Associação Paulista de Artes Cênicas)
Rádio Comunidade FM 103,5


O AUTOR NA PRAÇA & COOPERIFA APRESENTAM

Lançamento do novo livro de Sérgio Vaz (poeta da periferia) A poesia dos deuses inferiores - A biografia poética da periferia O projeto O Autor na Praça em parceria com a COOPERIFA, aprese…

Recado importante

O Literatura no Brasil comunica:
Mais uma editora nacionalmente conhecida se manifestou positivamente com relação ao livro “Graduado em Marginalidade” do escritor Sacolinha. Porém, o autor do livro não aceitou o acordo proposto pela editora.
No entanto, ele aguarda posicionamento de outras editoras, e diz estar aberto para outras negociações.
Graduado em Marginalidade é um romance urbano contemporâneo. Obra de 27 capítulos, 140 páginas e 62 personagens. Terá a participação do escritor Alessandro Buzo e do poeta Sérgio Vaz. A capa será uma foto de um jovem negro sem camisa e calça branca (capoeira) segurando o amor. A imagem será do umbigo pra baixo.
Todos os que já leram esse livro, entre eles, Fernando Bonassi, Buzo, João Capozolli e Sérgio Vaz, acharam fantástico o jogo literário que o autor fez na estória. Sem dúvida uma bela e triste estória.
Outras editoras que ainda não tem o livro para avaliação podem entrar em contato com o autor.
Sacolinha: (11) 47495744 / 47492140 / 83252368…

Notas 2

Atenção
A quinta fase será lançada no início de fevereiro e será uma chamada de pré-lançamento do livro: "Graduado em marginalidade" do escritor Sacolinha.

Alguns dos já selecionados: Sérgio Vaz, Elizandra, Alessandro Buzo, Sacolinha, Marcopezão, Everaldo e Gíggia.

O projeto cultural Literatura no Brasil, está aceitando textos para serem divulgados na “Quinta Fase” do projeto, que será lançada no começo de Fevereiro de 2005.
Todo texto que o projeto recebe, é analisado por uma comissão literária e se aprovado for, será trabalhado durante quatro meses (Uma fase).
Debates, palestras, rádios comunitárias, eventos, feiras literárias, saraus, encontros sociais, e Internet, são os ambientes onde o Literatura no Brasil divulga os textos.
Áqueles que trabalham com literatura, ou seguem a carreira de escritor, não percam essa oportunidade, são mais de 1.250 leitores de todo o Brasil, cadastrados com o projeto.


Graduado em Marginalidade
Este é o título do primeiro livro do escritor Saco…

Conto (inédito)

"Filosofia do sentimento maior"

Após uma talagada no copo de conhaque, um trago no cigarro e uma gota de lágrima á escorrer pelo rosto, me pus á pensar no ocorrido.
Maldito caminhoneiro que atropelou e matou o combustível dos meus sonhos. Logo agora que estávamos para se casar. Tayane, mulher desejada por vários homens pelo seu corpo lindo e pele negra. Olhos e cabelos pretos de um brilho convicto.
Coloquei novamente o cigarro na boca e traguei fundo para sentir momentaneamente a fumaça invadir o meu cérebro. “Vai cigarro, acaba logo comigo e me leva pra junto dela”.
Pego-me a pensar nos momentos que vivemos juntos, o prazer era imenso, a minha mão alisava o seu rosto, os corpos em contatos era coisa fascinante. A minha parte física sorria de satisfação ao vê-la se contorcendo de prazer.
O amor vinha sempre no ponto mais alto da escada, no primeiro patamar. Sentimento maior. Hoje em dia é comum ouvir esse sentimento saindo da boca das pessoas. Pode-se ouvi-lo nas novelas, na…

Contato

Para enviar as críticas, elogios ou entrar em contato com o projeto, é só enviar um e-mail para: literaturanobrasil@bol.com.br
Se desejar entrar em contato diretamente com o escritor Sacolinha, idealizador do projeto, direcione o e-mail para: sacolagraduado@bol.com.br

Notas

Em breve publicaremos aqui um texto inédito do escritor Sacolinha.
“Filosofia do sentimento maior” é o título do conto que trata da banalização e prostituição da palavra amor. Aguardem!


Núcleo de literatura e Fanzine, “Rastilho”!

Venha discutir literatura, participar dos eventos e confeccionar o fanzine.
Todas as terças-feiras às 19h:00 no espaço cultural APAC (Associação Paulista de Artes Cênicas)
Rua Augusta Carvalho de Morais, 50 – Centro de Suzano (Próximo ao banco Real).
Informações: APAC: 47469256 / Lygia Canelas: 91335960
lygiacanelas@yahoo.com.br
Aguardem o lançamento do fanzine “Rastilho” nº 01

Conto

Luto
Casaram-se sob a promessa de serem felizes para sempre.
Ele, um sujeito de meia idade. Bem sucedido na área financeira de uma grande indústria.
Ela, uma mulher cujo sonho era ser boa esposa de cama e mesa. O namoro e noivado correram sem mais intimidades, tudo no maior respeito.
José, o nome dele, dedicado ao trabalho, mal arranjava tempo para diversões. Tanto que não tiveram lua de mel. O casório aconteceu no sábado, de maneira simples no cartório. Apenas um coquetel para a família e os chegados. As responsabilidades não permitiam que ele estivesse ausente do emprego, já na segunda feira.
Quando enfim estiveram sozinhos no quarto de núpcias, ela foi saborear um largo banho e ao retornar o encontrou em sono profundo. Tentou de modos vários animá-lo, mas desistiu diante do sonolento quadro.
No domingo, José saiu para saudar alguns amigos. Maria visitou a mãe e nada comentou sobre o acontecido e à noite conservando o branco das roupas e vestes íntimas, aguardava ansiosa …

Indicação do mês

Acessem:
www.suburbanoconvicto.blogger.com.br
www.enraizados.com.br
suzanocultural.zip.net


Indicação do mês

Romance com cocaína (M. Aguêiev)
A frase “Não se julga o livro pela capa” se encaixa perfeitamente nesta obra. Para aqueles que gostariam de sentir o efeito que a cocaína faz, se deleite na leitura dessa droga de obra. É uma viagem dentro de outra viagem. Um prato cheio acompanhado de uma ótima mistura. Mas cuidado, é perigoso ter overdose de leitura.

Na Barra do Catimbó (Plínio Marcos)
Um livro que conta a geração de uma favela. Miséria, safadeza, umbanda, candomblé, malandragem e politicagem são os pontos principais desta obra. Uma mistura de fofoca com violência, ciúmes com desentendimentos, e por fim a solidariedade.
Indicado para qualquer pessoa e idade. Só não indicamos para as pessoas que sofrem de guetofobia.

Crônica

O futuro será o mesmo?

Ontem eu escrevi; escrevi sobre pipa, bolinha de gude, pique-esconde, histórias em quadrinhos, doces, minha mãe me dando bronca e minha avó me levando pra passear. Escrevi sobre futebol, skate, capoeira, carrinhos de rolimã, desenhos do pica-pau... Escrevi a infância.
Hoje estou escrevendo; escrevendo sobre a falta de professores, falta de comida; drogas e gravidez na adolescência, estou escrevendo sobre o cego pedindo esmola no trem, a senhora catando latinha, e a mãe que chora... Estou escrevendo apenas alguns problemas na juventude.
Amanhã vou escrever; escrever sobre o político que rouba, sobre a violência, gente comendo gente, pessoas saqueando o comércio, policiais cometendo chacinas, mulheres assaltando os bancos. Irei escrever da falta de emprego, os Estados Unidos mandando na gente, o povo sendo massacrado... Escreverei o inferno.
Será que meu filho irá escrever sobre a natureza?

Sacolinha