30 dezembro, 2010

Amor fingido


Como vou falar que não te amo
Se sem o seu amor fico perdido
Como vou falar que te esqueci
Se ainda por você estou sofrendo
Se quando a noite bate em nosso quarto
Coração murmura te querendo
E quando o vento sopra traz saudades
Dos momentos mais felizes que vivemos
E olhando a sua foto ainda choro
Lembrando do seu jeito me dizendo.

Amor eu nunca vou te esquecer
Eu nunca vou trocar você por nada
Amor eu vou te amar a vida inteira
Em troca só desejo ser amada.
Palavras só palavras nada mais
Foram juras de amor já esquecidas
Promessas que você não cumpre mais
Quebraste pondo outro em sua vida.

Agora o que é que vou fazer
Como vou tirar você da minha vida
Se as juras de amor que ouvir dizer
O tempo apagou por ser fingida
Agora o que fazer com este amor
Que ainda queima feito chamas em meu peito
Se o que vivemos juntos foi mentiras
Desculpe meu amor, mas não aceito
Num verdadeiro amor não tem mentiras
E amar de mentiras não tem jeito.


Francis Gomes

corai municipal ferraz, so na vertical

entrevista nos bastidores. com maria eslemsom

http://www.youtube.com/watch?v=RwlX6oCdKfU

entrevista nos bastidores. com maria eslemsom

29 dezembro, 2010

Enquanto houver vida, há esperança...



Se você está triste
Porque não chorar?
Se você está alegre,
Porque não cantar?
Mas se você caiu
Porque não levantar?
Você é capaz,
É só acreditar.

Só existe o mal,
Porque existe o bem,
Se a morte existe,
Há vida também,
Se, tem perdedores,
Vencedores têm
Se outro é capaz,
Você é também.

Não existem trevas,
Onde a luz não brilhe,
Não teria noite,
Se não fosse o dia,
Não há vencedor,
Que não perda um dia.
Faz parte da vida,
Faz parte da vida.

Tenha esperança,
Amigo não desista,
Dê um passo à frente,
Vá de encontro à vida,
Sempre tem um jeito,
Há uma saída.
Pra vencer na vida,
Pra vencer na vida.

Há um Deus supremo,
Basta acreditar,
Se tiver barreiras
Ele vai derrubar,
Creia em você mesmo,
Você chega lá.                                                                                                               
Você é capaz
Se acreditar

Tenha fé em Deus
Tenha confiança,
Enquanto viver,
Tenha esperança,
Se perder de vista,
Guarde na lembrança;
Enquanto houver vida,
Há esperança.




                         Francis Gomes

28 dezembro, 2010

Feliz Você Novo!

Ano Novo. Um ciclo acaba para que outro comece. Ano novo, velhos problemas... Vícios, violência, intolerância, corrupção, pobreza, desigualdade social, preconceitos, impostos... Ano novo. Velhos problemas.

A chegada de um novo ano é cercada pela expectativa de que tudo será melhor, de que conseguiremos ser mais felizes, de que o mundo será menos violento, de que seremos bem sucedidos, de que viveremos um grande amor, de que realizaremos nossos sonhos, de que teremos amigos sinceros, de que dessa vez a água não vai entrar em casa, de que não utilizaremos o cheque especial, de que a passagem de ônibus não vai aumentar e que o salário irá aumentar 100% por cento (para alguns privilegiados que legislam em causa própria isso acontece), mas para a grande maioria da população... Em fim, expressamos nossos desejos mais sinceros de mudanças, como se com a passagem do ano tudo mudasse automaticamente. Mas... Não muda, continuamos os mesmos.

Consumimos o nosso décimo terceiro salário em compras para o amigo secreto, presentes de natal, ceias, roupas novas, telefonemas, cartões, nos reunimos, comemos compulsivamente, estouramos champanhe, nos embriagamos, somos imprudentes na direção e no tesão, temos ressaca no dia seguinte, acordamos fazendo promessas de que não mais beberemos, comeremos ou transaremos de maneira imprudente, tomamos engov, chá de boldo, estomazil, pílula do dia seguinte. Quase sempre tudo se resolve e voltamos para a nossa vida medíocre e individualista.

Trabalhamos. Nos entregamos à rotina, à correria. É preciso ser mestre em logística para conseguirmos encontrar um amigo, termos tempo para alguém querido ou para fazer o que nos faz feliz. Esquecemos uns dos outros até que “o sistema” nos lembre de que É o Dia de se importar. Dia das mães, dos pais, das crianças, do amigo, dos namorados, etc. Então corremos novamente para as lojas, muitas vezes por obrigação do que por um desejo sincero de presentear. E assim seguimos fazendo tudo igual.

A meu ver, para que o ano novo seja realmente novo e melhor, como todos desejamos, não bastam roupas brancas, champanhe, promessas, entregar oferendas, soltar fogos ou pular ondas. É preciso atitude, exercício. Mudanças, sejam elas quais forem, somente acontecem sob impulsão. É preciso provocar o movimento.

Não vou bancar a revolucionária de segunda-feira, nem ser demagoga, ou piegas. Sei dos meus e dos seus limites. Sei que eu, você e o mundo não mudarão no dia 1° de janeiro. Mas sei que podemos, de maneira significativa, contribuir para que o ano seja novo, com pessoas renovadas.

Mesmo diante da sensação de impotência que a grandiosidade dos nossos problemas (sociais e pessoais) nos causa, o descrédito diante dos mandos e desmandos de nossos governantes, é preciso não esmorecer, pois corremos o sério risco de que a situação degringole.

Mas, sem pretensões suicidas de querer mudar “o sistema”, vislumbro a possibilidade de uma vida menos opressora e violenta. Por isso digo: a mudança está em nossas mãos. Pequenas atitudes (de grandes impactos) podem mudar o nosso mundinho e também o mundão lá fora.

A seguir elenco algumas atitudes que, acredito, tem grande potencial transformador. Conto com a sua ajuda para implementar essa lista. Com certeza, em 2012, comemoraremos um FELIZ VOCÊ NOVO.

Algumas atitudes que podem mudar o meu/seu mundinho:

  • Conheça as leis da física:

Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço.

- Por isso muitos ficam do lado de fora. Não bata no trabalhador ao seu lado no transporte coletivo. Ele é tão vítima quanto você. Se una a ele para reivindicar melhorias.

Ação e reação: Toda ação provoca uma reação de igual intensidade, mesma direção e em sentido contrário.

- Não buzine no transito. Buzina não faz o carro andar, mas pode fazer alguém se irritar e apertar o gatilho.

- Utilize fone de ouvido. Música alta é bastante irritante e as conseqüências podem ser perigosas. Discussão garantida.

- Não fure a fila; xiiii! Xingamento garantido.

- Não dirija embriagado, pois é realmente perigoso.

- Respeite os assentos preferenciais. Um dia você vai precisar dele.

- Respeite a faixa de pedestres, apesar de engraçadinhas, as listrinhas não são para enfeitar a rua;

- Consuma somente quando necessário. Seu bolso e a natureza agradecerão;

- Presenteie alguém fora do Dia de se importar, o efeito é surpreendente;

- Não jogue lixo nas ruas. Com ou sem enchentes esse hábito é horrível além de contribuir para o crescimento das pragas urbanas;

- Não justifique seu erro pelas ações dos outros;

...

Algumas atitudes que podem mudar o mundão:

- Reflita, pondere, questione o seu voto. Ele é um importante instrumento de mudança;

- Procure entender a política, acompanhe, fiscalize, exija seus direitos, para não ser enganado, manipulado;

- Não caia nessa de jeitinho brasileiro. Isso não é genético (apesar de geracional e histórico) e sim um mau habito.

- Não alimente o habito de reclamar ao léu. Direcione sua reclamação aonde esta encontrará uma solução/resposta;

- Utilize os meios de comunicação de forma consciente. Não dissemine boatos, calunias e piadas preconceituosas. Procure conferir as fontes, a veracidade dos fatos antes de repassá-lo a sua lista de contatos;

- Identifique e domine seus preconceitos;

- Não reproduza piadas preconceituosas. Essa é uma maneira velada de disseminar o preconceito e a intolerância;

- Diante de um fato polêmico, na dúvida, não vá com a massa;

...

Acho que é só. Movimento!

24 dezembro, 2010




Meus Queridos. Neste momento, em que chega o natal e aproxima-se um novo ano, quero agradecer primeiramente a Deus o todo poderoso, a Ele e seu filho Jesus Cristo, toda honra e glória, por tudo que me concedeu neste ano que termina. Agradeço, pela Saúde, pelo pão de cada dia, por minha casa, e por uma cama para dormir. Agradeço muito pela saúde de meus pais, e pelo presente que Deus me deu, mas que será entregue apenas no próximo ano, pelo o qual espero ansioso. Na verdade, são dois presentes, mas deixa os presentes pra lá.
Agradeço, a cada um de vocês meus amigos da Associação Cultural Literatura no Brasil,  a  todos meus amigos e leitores, e meus companheiros de trabalho, pelo apoio, e pela paciência com este simples poeta,
ao mesmo tempo, quero desejar a todos, em nome de Jesus Cristo, um feliz natal, e ano novo cheio de paz, felicidades, alegria e amor uns para com os outros. Que o próximo ano seja cheio de realizações para todos nós, um beijo no coração de todos.
Um abraço, do amigo, e poeta .

Francis Gomes.

23 dezembro, 2010

Meus amados, nesta tarde noite  do dia 22/12/2010 foi a festa do amigo livro da Associação Cultural Literatura no Brasil, no Ponto de Cultura Círculos das Letras no jardim revista.
Muitos compareceram e participaram com trocas de livros e claro, muitos abraços. Foi praticamente o ultimo evento deste ano no local, visitou será fechado ao publico na próxima semana, retornando as atividades normais dia 03/01/2011.
Agora vejam as fotos da festa troca de livros.



























Confraternização

Chegamos ao final de mais um ano e para celebrar todas as vitórias alcançadas e, principalmente a nossa amizade, fizemos uma confraternização e trocamos presentes do amigo livro.

A todos os companheiros da Associação Cultural Literatura no Brasil e a todos que nos prestigiaram com sua presença, elogios, críticas, sugestões e aplausos, o meu mais sincero agradecimento.

Como ninguém é de ferro, vamos interromper nossas atividades no Ponto de Cultura Círculo das Letras, mas dia 09 de janeiro, já estaremos de volta com toda a disposição. Neste dia realizaremos uma avaliação das atividades desenvolvidas em 2010, bem como, o planejamento das atividades de 2011.

Boas Festas e boas leituras para todos nesse ano que se inicia.

Cada um levou um quitute. A pequena dupla sertaneja Caique e Jardel alegrou a festa.


Amigas inseparáveis!


O trio fantástico...

OBA!!!!! Os presentes!!!!!

E assim começou a quadrilha... Maria Cristina tirou Dona Elisabete...

Elisabete tirou a nossa mais nova amiga... a memória falhou... (desculpa)

E ela teve a sorte de tirar o Marcelino Guerreiro...

Marcelino tirou o Sócio Fundador, ops , o Sacolinha...

Sacolinha presenteou Márcio San

Márcio tirou a Landy

Landy tirou outro amigo que acabou de chegar... eita memória ruim (deculpa ai, é a idade)

E o nosso amigo tirou o Renato...

Renato tirou o Jorge...

Jorge tirou Nelson Olavo... Só Paz e amor!

Nelson tirou Andréia e a sua menininha que está a caminho!

Andréia tirou Maria Cristina, e a quadrilha teve que reçomeçar...

Jady tirou Cris Queiroga

A Cris me tirou!!! que felicidade!

A sorte me destinou o amigo Cákis! Valeu parceiro!

E eu escolhi outro amigo, o Sacolinha. Uma pequena homenagem pelo trabalho que vem realizando. Grande homem!

Cákis tirou o Paulo Odair,

Que responsabilidade! Paulo Odair tirou o Presidente, ops, Francis Gomes...

Francis tirou Jady...

E assim acabou a nossa quadrilha, com todo mundo curtindo o som do mano Cákis.
Bom demais!

Já assistiu?

Matéria da TVT sobre o projeto Literatura e Paisagismo - Revitalizando a Quebrada do escritor Sacolinha.