23 janeiro, 2009

CORAÇÃO DE LATA


Sou ser humano,

Não maquina.

Sou de carne e osso,

Não de lata.


Meus sentidos se confundem.

Dentro de mim, já não sinto nada.


Você me feriu, me perturbou o sentimento.

Me machucou, e me fez chorar a todo momento.


Seu coração é de lata,

Frio e pesado.

Não sente, não ama, não quer nada.


Tudo aquilo que sentia agora acabou.

Em prantos minha alma ficou.


A tristeza agora que reina em meu ser é sombra,

Solidão que me faz crescer.


Essa escura e fria sala me conforta.

A solidão é minha amada.


Estou me transformando naquele monstro que um dia te amou.

Meu coração, agora é lata.

Sou tudo aquilo que você me ensinou.



Dany Moraes

07 janeiro, 2009

Bactéria do Amor



Um certo dia conheci uma morena
Nunca vi mulher tão linda
Nunca vi nada igual
Horas depois comecei a sentir dor
Fui procurar um doutor
Me sentindo muito mau

Chegando lá disse o que estava sentindo
O doutor ficou sorrindo
Como que zomba de mim
Falei pra ele, doutor o assunto é sério
Quero saber o mistério
Porque é que estou assim

Meu coração bate forte acelerado
Ele está despedaçado
Como é grande a minha dor
Fiz um exame para ver qual a doença
E acusou a presença
Da bactéria do amor

Estou que estou, estou que estou apaixonado...
Coração despedaçado
Está enfermo de amor
Esta doença não tem remédio que cure
A não ser que eu procure
Quem que me contaminou

Vais ser difícil porque não sei onde anda
Eu nem sei como se chama
Quem que me contaminou
Se não encontrar vou morrer apaixonado
Porque estou contaminado
Com a bactéria do amor

Francis Gomes
O amor e os amantes



O amor não ironiza,
Mas os amantes são irônicos.
Também não é profeta, nem profetiza.
Mas deixa os amantes atônitos.

O amor não erra. É perfeito.
Mas os amantes são falhos.
O caminho do amor é direito,
Mas os amantes pegam atalhos.

O amor! O amor é vida, é sorte.
Ele não é homem nem mulher.
Porém os amantes o procuram até a morte,
Mesmo sem saber quem ele é.

Quantas vezes ouvimos e falamos:
Eu te amo.
Depois nos ferimos nos matamos.
Eu pergunto: foi engano?

Não. O amor não se engana.
O amor é verdadeiro, rico não é pobre.
Os amantes, uma barraca de lona,
Indignos de um habitante tão nobre.

O amor não se faz, nem se cria
Não tem cor nem sexo, mas se multiplica.
Os amantes, tristeza. O amor alegria.
Um sentimento que não se escreve nem se explica.






Francis Gomes

...


Cidinha da Silva em Suzano