30 outubro, 2006

Livrarias

Onde comprar o livro do escritor Sacolinha?

Mogi das Cruzes - SP
Espaço Cultural Livraria, Papelaria e Revistaria Área de Conveniência – UMC Universidade Mogi das Cruzes. Av. Cândido Xavier de Almeida e Souza - Centro Cívico - Mogi das Cruzes- SP
Fone: (011) 4726-2098

Livraria Entrelinhas (Universidade Braz Cubas - Campus I ) Av. Francisco R. Filho n° 1233 Mogilar – Mogi das Cruzes - SP
Fone: (011) 4791 – 1671

Livraria Patão Ltda – Mogi Shopping. Av. Vereador Narciso Yague Guimarães n.º 1.000 Bairro do Socorro - Mogi das Cruzes - SP
Fone: (011) 4799-8718

São Paulo - SP

Livraria Cultura S.A Av. Paulista n° 2073 Conjunto Nacional - São Paulo - SP
Fone: (011) 3170-4033 Fax: (011) 3285-4457 ou também adquirir o livro pelo site: www.livrariacultura.com.br

Metido a Sebo Livraria. Rua Dr. Vila Nova n.º 81 – Cj.11 Vila Buarque – São Paulo – SP
Fone: (011) 3331-3713 e 32233447

Revistaria e Livraria Futurista Av. Dr. Luiz Ayres n.º 1882 Artur Alvim - São Paulo – SP Em frente ao metrô Artur Alvim
Fone: (011) 6749-6011

Santo André - SP

Livraria Alpharrábio Rua Eduardo Monteiro n.º 151 Centro - Santo André - SP Próximo ao Paço Municipal
Fone: (011) 4438.4358

Nobel Mega Store - Shopping ABC Av. Pereira Barreto n.º 42 Vila Gilda – Santo André - SP
Fone: (011) 4979-5670

Suzano - SP

Nobel Mega Store - Suzano Shopping Rua Sete de Setembro n° 555 – Arco 92/93 Jardim Irai – Suzano - SP
Fone: (011) 4748-1603 Fax: (011) 4748-8854

Iacarujá Jornais e Revistas Rua Benjamin Constant n° 30 Centro - Suzano - SP
Fone: (011) 4748-4115 www.iacaruja.com.br

Iacarujá Jornais e Revistas –D’Avó Hipermercados. Av. Armando Sales de Oliveira n.º 1200 – Loja 10 Jardim Irai – Suzano - SP
Fone: (011) 4747-2237 www.iacaruja.com.br

Musicultural Ltda. Rua General Francisco Glicério n° 1001 Centro – Suzano - SP
Fone: (011) 4746-4420

26 outubro, 2006

Último do ano!


Último sarau erótico do ano será neste sábado (28/10)
(Por Marcos Cirillo)

Com recitais de poesias, performances, shows musicais e sorteios de kits eróticos, a Secretaria de Cultura de Suzano promove neste sábado (28/10), a partir das 20h, a última edição do ano do Pavio da Cultura “Sessão Erótica”. O evento será realizado no Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”. A entrada é gratuita.

O projeto, que tem como objetivo desmistificar a literatura erótica,
é destinado a um público com idade acima de 18 anos. Em ordem cronológica, o evento contará com performances do cordelista Francis Gomes, do ator Cleiton Pereira e do escritor Ademiro Alves, o Sacolinha, seguido por apresentações musicais de Valdivino Sampaio e Edu Alves. A programação segue com recitais de poesias, além de uma atração surpresa. Durante todo o evento, a Secretaria de Saúde de Suzano estará distribuindo preservativos e panfletos de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis.

25 outubro, 2006

85 Letras!!!

Olá. Tudo bem? Já acessou o blog do escritor Sacolinha hoje?www.sacolagraduado.blogspot.com
E você já conhece o novo livro dele?
"85 Letras e um Disparo" que tem o prefácio assinado pelo Moacyr Scliar? Adquira agora mesmo na livraria mais próxima de sua casa. Se não encontrar, faça a encomenda ou acesse: www.livrariacultura.com.br
E faça o seu pedido, custa apenas R$ 14,90 e a livraria financia em até 3x sem juros.
Não perca mais tempo.

Associação Cultural Literatura no Brasil
Fones: (11) 4744-7859 / 8325-2368
www.literaturanobrasil.blogspot.com

23 outubro, 2006

Trocando Idéias


Trocando Idéias aborda “Diário de uma Favelada”
(Texto: Marcos Cirillo)

A Associação Cultural Literatura no Brasil apresenta nesta terça-feira (24/10), às 20h, mais uma edição do projeto “Trocando Idéias”. O evento será realizado gratuitamente para o público no Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”. Desta vez, o projeto fará uma análise e discussão da obra “Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada”, de Maria Carolina de Jesus. Além do bate-papo, haverá a exibição de um vídeo-documentário de 15 minutos sobre a vida da autora. A atividade recebe apoio da Secretaria de Cultura de Suzano.

“Trocando Idéias” consiste na análise e discussão de obras e autores literários e conta ainda com um bate-papo que será conduzido pelo escritor Ademiro Alves, o Sacolinha, que também integra a associação.

O objetivo do projeto, segundo o vice-presidente da Associação e cordelista Francis Gomes, é resgatar e discutir textos de grandes autores literários, e também de escritores que contribuíram para a história da literatura.

Maria Carolina de Jesus – Na década de 60, o jornalista Audálio Dantas chegou na favela do Canindé, na zona sul de São Paulo, para fazer uma reportagem sobre os “marmanjos” que tomaram conta de uma pequena área de lazer que a prefeitura havia montado no local. Lá o jornalista se deparou com uma mulher negra discutindo com esses “marmanjos”. Ela dizia: “eu vou colocar vocês no meu diário”. Quando Dantas chegou e perguntou que diário seria este, a mulher negra, chamada Maria Carolina de Jesus, levou o jornalista ao seu barraco e lhe mostrou um diário que, dois anos depois, se tornou o best seller mais lido da década de 60.

22 outubro, 2006

Francis Gomes

Os dois seres que habitam em mim

Quando eu penso em você
Sinto dentro do meu ser
Dois seres entrarem em combate.
Um é lúcido e coerente,
O outro é louco inconseqüente,
E assim vou vivendo este contraste.

Um segue as regras da lei, os mandamentos.
O outro as quebra em pensamento,
Pelo incontrolável desejo de tê-la.
Enquanto um te quer tão loucamente,
O outro é simples e inocente,
E treme de medo só em vê-la.

Confuso eu chego até pensar...
Se eu pudesse ter-te sem te tocar,
Talvez fosse bem melhor assim.
Teria eu o que tanto quero,
Você igualmente como eu espero,
Se quisesse também teria a mim.

E para comigo cometo um delito.
Vivendo o meu “eu” este conflito,
Que transcende o meu próprio entendimento.
Quero a todo custo você que ainda não tenho,
Por outro lado eu muito me empenho,
Para não tê-la sequer no pensamento.

No entanto um de mim só pensa em ti,
O outro coitado tenta fugir,
Das loucuras que eu venha cometer.
Se este conflito durar por mais um pouco,
Ou eu faço um acordo com estes loucos,
Ou te esqueço antes de enlouquecer.

Se é que eu já não estou enlouquecido,
Querendo este amor que é proibido,
E causa um conflito no meu ser.
Se apenas um de mim não te esquece,
Imagina se o outro também quisesse...
Certamente eu morreria por você.

Francis Gomes




Também sou gente

Não sou um cara letrado
Uso um palavreado,
Que o povo simples conhece.
Comigo não tem frescura
Falo a realidade pura
Quem não gostar que se estresse.

Alguns por serem formados
Com alguns livros publicados,
Acham-se superior,
Construtores de mentiras
Não aceitam que um caipira,
Também seja um escritor.

Eu falo sem ter vergonha,
Se não posso ser montanha,
Sou uma pedra no sapato.
Mas eles querem que eu morra,
Seja um atleta e não corra,
Apanhe e fique calado.

Eu vejo a morte de perto,
Quero lá saber se é errado ou certo,
Falar da minha desgraça.
Sou tratado como um bicho
Me alimento de lixo,
E durmo em banco de praça,

Me chamam de vagabundo,
Pé inchado, porco imundo...
_ porque não vai trabalhar-?
Bêbado pela a esquina
Coloca a culpa na sina,
Tem mesmo é que se ferrar...

Mas eu vou fazer o que?
Eu nunca aprendi ler,
Trabalho ninguém me dar.
Mas imagine você,
Não tenho nem pra comer,
Como é que eu vou estudar?

Escola eu não conheço,
Faculdade eu desconheço...
Só vejo os outros falar,
O que eu passo é desumano,
E o direito humano,
A onde diabo ele estar?

Febem de Tatuapé,
Cadeião de Sumaré,
Pode ver, ta tudo lá.
Bandidos eles defendem,
Mendigos pra eles fedem,
É ou não é de lascar?

Este é o nosso regime,
Se o cara comete um crime,
Tem o estado pra cuidar,
Enquanto é negligente,
Matando o povo inocente
Porque não querem ajudar.

E querem que eu me cale,
Morra e nada fale,
Afinal, lixo não fala...
Mas eu sou lixo orgânico,
Daquele que causa pânico,
E a nação se abala.

Por isso eu falo, falo e falo...
Morro e não me calo,
Sou mesmo um bicho,
Daqueles que tudo come,
E pra não morrer de fome,
Precisa viver do lixo.

Restos de comidas, peixes crus,
Disputo com os urubus,
Vira lata, varejeira, em fim;
Onde o dinheiro domina,
O que o homem abomina,
É o que sobra pra mim.

Hei, sou pobre, sou desprezado,
Vivo por ai largado,
Sou mais um sobrevivente.
Sei que pareço com um bicho,
Me alimento de lixo,
Mas lembrem, também sou gente.


Francis Gomes

20 outubro, 2006

Revolta

Beleza podre
Tomado pelo pudor, derramando em pequenos cálices minha raiva; Cercado de belíssimos apartamentos, belíssimas gotas de sangue; Árvores grandes e floridas, ainda guardam o resto denossa vida; Ruas dignas de primeiro mundo, na palma da mão a queimadura do asfalto imundo; Belas cavernas verticais, que guardam a desumanidade chamada de burguesia; Saltos ainda, saltos sofridos pela minha mente, mente de cobiça; Sonhando com o mundo novo, com a nova vida; Desgraçados passam em seus BMW 's o menor cata papelão e metal mas não vai deixar barato; Sonhe filho da puta , sonhe com seus bens, casas de solidão; Que o dia que eu te pegar, será um defunto morto no chão; Pois o menor excluído vai cobrar, a dívida com a sociedade; Não vai querer sua caridade, e sim sua voz lhe pedindo piedade.
Renato Vital

Blogs

Acessem os mais novos blogs de literatura:

Robson Canto
robsoncanto.blogspot.com

Rodrigo Ciríaco
efeito-colateral.blogspot.com/

Poesia

O Grito

O grito doí na alma
sente a dor da causa
Apavora, reune, liberta
marca um momento, depois
Vai embora, grita e cala-se.

Everaldo Ferreira

Cooperifa

Neste domingo tem aniversário da Cooperifa
22 de outubro a partir das 11hs
Bar do Zé Batidão

Em Mauá

85 Letras e um Disparo será lançado em Mauá.

O Grupo Taba de Corumbê vos convida para a I JORNADA LITERÁRIA DE MAUÁ - dentro das atividades do II SIEC - Seminário Integrado de Educação e Cultura a ocorrer nos dias 21/10/2006 sábado e 22/10/2006 domingo, das 9h às 17h no Boulevard Jornalista Roberto Marinho - localizado sobre a estação ferroviária de Mauá - Centro. - SP

I JORNADA LITERÁRIA DE MAUÁ
Secretaria Municipal de Educação e Cultura e Grupo Taba de Corumbê
Apresentam...


21/10/06 – SÁBADO 9H – ABERTURA OFICIAL
APRESENTAÇÃO POPULAR DA BANDA LIRA

10H - "A importância do livro e da poesia no imaginário infantil" com Kleber di Lazzari – Encenador e arte-educador.
Apresentação de Leitores Públicos da cidade.

11H - José Geraldo Neres, escritor, poeta e ensaísta, exposição do autor brasileiro Raul Bopp e do moçambicano Mia Couto sob o prisma da imagem poética.

12H – Coral Municipal, Balé e Música do Criar

13H – Depoimentos: Com Mariza Dias Costa - Ilustradora da Folha de São Paulo / Pérola Negra - Poetisa / Adriana Bechelli – Produtora de Fanzine

14H – Aula aberta de "História da Arte" com a Profª Luciana Senhorelli Frederico Lopes – Como ler uma obra de arte. Dinâmica em grupo com pinturas modernistas. – Centro de Referência da História e Memória da Cidade. Museu Barão de Mauá


15H - Jurema Barreto e Zhô Bertholini, escritores, poetas e editores da Revista "A Cigarra" – Exposição sobre literatura e a confecção de uma revista literária.

16H – Hildebrando Pafundi – escritor – Lançamento de seu novo livro "No ritmo sensual da dança" Sacolinha (Ademiro Alves) escritor – lançamento do livro "85 Letras e um Disparo".

17H – Sheik Ali Aschar – O Oriente Médio em Questão – Centro de divulgação do islã para América Latina – Representante da comunidade islâmica de São Bernardo e a atividade faz parte do programa de estudos do Cursinho Objetivo.

18H - Projeto "Do Fundo do Baú" - Músicas de João Pacífico com o Quinteto "Gostinho de Saudade" com Gilda Vandenbrandi, Teca Pereira, Gilberto Gasparetto, Jonathan Silva e Luciana Rizzo.
Projeto Samba de Terreiro de Mauá – O samba de raiz e a formação das escolas de samba no Brasil.

16 outubro, 2006

Últimas notícias

Vem aí os livros:


Da Cabula – Allan da Rosa

Colecionador de Pedras – Sérgio Vaz

Guerreira – Alessandro Buzo

Cadernos Negros vol. 29 – Poesias – Vários autores

Revista Trajetória Literária II – Contos selecionados – Vários autores

xxxxxxxxx

Amanhã tem lançamento da 2ª edição da revista literária “Puçanga”

17/10 – 20h

E também tem reunião da Associação Cultural Literatura no Brasil.

17h30min

Local: Centro Cultural de Suzano

Apoio: Secretaria de Cultura de Suzano

GRATUITO

xxxxxxxxx

E na quinta tem lançamento do livro “Bem vindo ao mundo dos Raros”, da escritora Cláudia Canto.

19/10 – 20h

Local: Centro Cultural de Suzano

Apoio: Secretaria de Cultura de Suzano

GRATUITO

xxxxxxxxx

Já que estamos falando de livro é bom perguntar:

- Você já leu o novo livro do escritor Sacolinha?

Não? Que isso, então não perca mais tempo, tá todo mundo comentando sobre o “85 Letras e um Disparo”. Compre logo o seu por apenas R$ 14,90. Caso não encontre, faça a compra pela Internet com a livraria cultura. É muito fácil, e se preferir eles financiam em 3x sem juros.

www.livrariacultura.com.br

xxxxxxxxx

Iremos fazer um bate papo sobre o livro “Quarto de despejo – Diário de uma favelada” da Maria Carolina de Jesus, dentro do projeto “Trocando Idéias”.

24/10 – 20h

Facilitador: Escritor Sacolinha

Local: Centro Cultural de Suzano

Realização: Associação Cultural Literatura no Brasil

GRATUITO

xxxxxxxxx

E aqui vamos definir os conceitos “Realidade e Fantasia”, desde o âmbito da filosofia nos textos de Castor Bartolomé Ruiz e Jean de Baudrilard, e propor o encontro dessas manifestações com textos de Murilo Rubião, Jorge Luis Borges e Guy de Maupassant. Isso tudo no projeto “Caminhos Cruzados”

26/10 – 20h

Realização: Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat)

Apoio: Secretaria de Cultura de Suzano
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

xxxxxxxxx

E já que o brasileiro não pode ser revolucionário e nem viver em reuniões nas 24 horas do dia, vamos esquentar a noite do último sábado do mês de outubro com o Pavio Erótico*. Lembrando que este é o último sarau erótico do ano, já que é de quatro em quatro meses; o próximo só vai acontecer em fevereiro de 2007. Então venha curtir poesia, monólogos e vídeos.

28/10 – 20h

Local: Centro Cultural de Suzano

Realização: Secretaria Municipal de Cultura

* Proibido para menores de 18 anos.

GRATUITO

xxxxxxxxx

Filosofia sem Café

29/10 – 16h

Mais informações pode enviar um e-mail para aprofat@uol.com.br.

Realização: Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat)

Local: Centro Cultural de Suzano

GRATUITO

xxxxxxxxx

Uma vez por mês, exibimos filmes e documentários que abordam obras importantes de escritores brasileiros e estrangeiros. Há um debate após cada sessão do projeto “Litera-Cine”.

31/10 – 20h

Filme: “As Horas” (114 min.), de Stephen Daldry

Local: Centro Cultural de Suzano

Realização: Secretaria Municipal de Cultura

GRATUITO

xxxxxxxxx

Mensalmente o escritor Sacolinha é convidado para falar de literatura nas escolas, presídios e ong´s. O público não muda muito, mas o que é igual em quase todos os lugares que ele passa é que as pessoas não tem o interesse pela leitura. E ele está conseguindo mudar esse quadro, aos poucos. Portanto, se quiser agilizar uma palestra aí no seu bairro, ou em outro lugar, ele terá o maior prazer em ir dar o seu testemunho, não o testemunho de um ex-pecador que se converteu, mas um testemunho de um ser humano que foi salvo pela literatura, caso não fosse ela, ele estaria á sete palmos abaixo da terra.

Quem estiver interessado em contratar uma palestra com o Sacolinha, favor entrar em contato nos telefones ou e-mail abaixo:

Fones: (11) 8325-2368
Fone/Fax: (11) 4747-4180
e-mail: sacolagraduado@bol.com.br
sacolagraduado@gmail.com
xxxxxxxxx

Ah, e acaba de sair as novas camisetas da Associação Literatura no Brasil.

Por enquanto só tem branca P, M e G. Está custando R$ 15,00 cada. Mais informações através do telefone: 4747-7059 c/ Paulo Pereira.

xxxxxxxxx

Endereço do Centro Cultural de Suzano

Rua Benjamin Constant, 682 – Centro – Suzano –S.P

Á 10 minutos da estação de trem de Suzano.

Eventos...

Itaú Cultural
convida
Contamos com a sua presença e amigos nas atividades do projeto ANTÍDOTO - AÇÕES CULTURAIS EM ZONAS DE CONFLITO. O projeto é uma parceria entre o Grupo Cultural AfroReggae do Rio de Janeiro e o Itaú Cultural.

São várias atividades de 17 a 28 de outubro: Seminário, Mostra de Vídeo, espetáculos de Teatro e Música.

Local
Itaú Cultural - Av. Paulista, 149 [próximo da estação metrô brigadeiro]
Entrada franca - não é necessário inscrição antecipada.

O objetivo do projeto é ressaltar o papel da cultura e da arte como antídoto para os conflitos sociais, econômicos, étnicos, religiosos. A cultura e a arte podem e devem fazer parte de qualquer iniciativa de intervenção em situações de risco humano, em complemento a medidas econômicas ou de infra-estrutura, já que trabalham com a transformação das pessoas por meio da subjetividade, da criatividade e do despertar de habilidades que ampliam seus horizontes.
Segue, abaixo, apenas as atividades de ABERTURA do evento

dia 17 terça 14h30 primeira mesa do seminário
tema: origem dos conflitos
Palestrantes- peruano Rodrigo Montoya escritor e ativista cultural é autor de "Tempos de Descanso" (ed. Marco Zero); "O Mundo de Cabeça para Baixo - Relatos Místicos dos Incas e seus Descendentes" (ed. Cosac & Naify), entre outros livros sobre a cultura e política do Perú.- brasileira Betty Mindlin antropóloga, atua em projetos e pesquisas com os índios da Amazônia. É autora dos livros "A questão dos índios" (Ed. Ática); "Terra Grávida" (Ed. Rosa dos Temos), entre outros.
17h00 às 18h30
Mostra de Vídeo internacional [todos os filmes com legenda em português]
Vamos Chamar de Amor (Let´s Call it Love)diretor Breda Beban, Reino Unido/Iuguslávia, 2000, 7 minutosMeu País (My Coutry)diretor Goran Radovic, Iugoslávia, 1999, 24 minutos19h30 segunda mesa do semináriotema a informação e os conflitosa forma esteriotipada com que os conflitos são noticiados pela imprensa revela mais a invasão de quem produz a informação do que de quem a vive. Como garantir a imparcialidade e dar direito de voz a todos os envolvidos em conflitos?
Palestrantes- mexicano Fran Ilich a especialidade do palestrante é a cibercultura. Manteve durante anos uma coluna sobre o tema Arte e Tecnologia no jornal El Universal. Seu trabalho - um net.film interativo - foi selecionado entre os 12 projetos principais na última Bienal de Turim, Itália. É autor do livro "Metro-Pop" e editor da revista "@large de Sputinik" e roteirista do programa Interacción (Discovery Channel).- brasileiro Jaílson de Souza e Silva coordenador Geral do Observatório de Favelas e diretor de Projetos do Centro de Educação e Ações Solidárias da Maré (Ceasm). É graduado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com especialização em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); Mestrado em Educação pela (PUC/RJ). Tem doutorado em Sociologia da Educação pela (PUC-RJ) com a tese "'Por que uns e não outros? Caminhada de Jovens da Maré para a Universidade”.

contato: Luiz -
pedrajr@terra.com.br
[11] 8405-4664

10 outubro, 2006

Outubro em Suzano

AGENDA LITERÁRIA

Lançamento da 2ª edição da revista “Puçanga”
17/10 – 20h

Uma revista literária (de prosa, poesia e proesia) idealizada pelos escritores Nelson de Oliveira, Denis Dias Ferreira, Luiz Tomaz Clete, Valdete Pereira e Ivone Galdino, que tem como principal objetivo mostrar o trabalho da nova geração de escritores brasileiros.
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Lançamento do livro “Bem vindo ao mundo dos Raros”, de Cláudia Canto.
19/10 – 20h

Autora do livro “Morte às Vassouras”, que está sendo traduzido para o espanhol e o italiano, Cláudia Canto apresenta neste segundo livro uma coletânea de contos e crônicas de uma psiquiatria. Um roteiro às vezes dramático, outras bem humorado, ao abismo do cérebro humano.
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Trocando Idéias
24/10 – 20h

Um projeto da Associação Cultural Literatura no Brasil que visa a discussão sobre autores e textos literários brasileiros. Este mês o projeto abordará a obra “Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada”, de Maria Carolina de Jesus. A atividade recebe apoio da Secretaria de Cultura de Suzano.
Facilitador: Escritor Ademiro Alves, o Sacolinha
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Caminhos Cruzados
26/10 – 20h

O projeto pretende definir os conceitos “Realidade e Fantasia”, desde o âmbito da filosofia nos textos de Castor Bartolomé Ruiz e Jean de Baudrilard, e propor o encontro dessas manifestações com textos de Murilo Rubião, Jorge Luis Borges e Guy de Maupassant.
Realização: Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat)
Apoio: Secretaria de Cultura de Suzano
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Pavio Erótico*
28/10 – 20h

A atividade ocorre a cada quatro meses e tem por objetivo desmistificar a literatura erótica e trabalhar a questão da prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis. Para isso, a Secretaria Municipal de Cultura conta com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde. O evento contará com um recital de poesias, leituras dramáticas, monólogos, peças teatrais e exibição de vídeos.
Local: Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”
* Proibido para menores de 18 anos.
GRATUITO

Filosofia sem Café
29/10 – 16h

Realizado pela Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat), com o apoio da Secretaria de Cultura, o encontro reúne pessoas que produzem pesquisas em universidades e se dispõem a expor e comentar seus trabalhos com todos os interessados. Quem quiser participar ou obter mais informações pode enviar um e-mail para
aprofat@uol.com.br.
Realização: Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat)
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Litera-Cine
31/10 – 20h

A Secretaria de Cultura de Suzano passa a desenvolver a partir deste dia uma nova atividade no campo da Literatura. Uma vez por mês, o projeto exibirá filmes e documentários que abordam obras importantes de escritores brasileiros e estrangeiros. Haverá um debate após cada sessão.
Filme: “As Horas” (114 min.), de Stephen Daldry
Local: Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”
GRATUITO


Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
Rua Benjamin Constant, 682
Centro - Suzano - S.P

Sarau Erótico

Vem aí, o último Pavio Erótico de 2006.
Dia 28 de outubro.

Adquira já

06 outubro, 2006

Domingo no Rio

Sérgio Vaz

PROGRAME-SE:

Hoje (sexta-feira)
Biblioteca Alceu Amoroso Lima
Sarau com o Poeta Sérgio Vaz e convidados (poetas da Cooperifa)
Leitura de poemas "A POESIA DOS DEUSES INFERIORES"
Dia 06 de outubro 20hs
Rua Henrique Schauman, 777 Pinheiros - SP

***************************

Sábado e domingo
ITAU CULTURAL APRESENTA
ESPECIAL RUAS
Poemas metrópoles
A Literatura da rua e sobre a rua é a matéria-prima do espetáculo Lítero-musical A LETRA DA RUA , textos de vários autores serão apresentados pelos poetas SÉRGIO VAZ E FREDERICO BARBOSA.
Dias 07 e 08 de outubro 19hs30
Sala Itau cultural
Av. Paulista, 149
(ingresso distribuído com meia hora de antecedência)

**********************

Segunda-feira
CAFÉ LITERÁRIO EM TABOÃO DA SERRA
Apresentação do poeta Sérgio Vaz
Recital poético com vários poetas da região e convidados

Dia 09 de outubro a partir das 19hs30
Local: Secretaria de Educação e Cultura
Rua: Elizabeta Lips, 166 Jd. Bom Tempo

****************************

Quarta-feira
SARAU DA COOPERIFA
Lançamento do livro CADA TRIDENTE EM SEU LUGAR E OUTRAS CRÔNICAS, de Cidinha Silva
Dia 11 de outubro quarta-feira
Local: Zé BatidãoRua Bartolomeu dos Santos, 797 Chácara Santana - Zona sul- S.P

*****************************

DOE BRINQUEDOS E LIVROS INFANTIS
FESTA DO DIA DAS CRIANÇA NA PONTE PRETA DO JARDIM LEME

Dia 12 de outubro a partir das 9hs
Distribuição de brinquedos (8000), lanches e refrigerantes, sorteios, brincadeiras, shows, distribuição de livros infantis, e mais.
Local: CDM do Jardim LemeTaboão da Serra - SP

FONE informações 83585965
Apoio: COOPERIFA (Cooperativa Cultural da Periferia)

Sobre a festa: A festa é realizada e produzida pelo sexto ano consecutivo pela A.A. Ponte Preta do Jardim Leme e a Associação amigos de bairro com o apoio da Cooperifa. Nesse dia toda comunidade trabalha em prol de um dia feliz para as crianças carente do bairro. Serão distribuidos 8 mil brinquedos, todos recebidos de doação de comerciantes, entidades e amigos da periferia.
Participe, divulgue e apareça.

Conto pornoerótico

A Vingança de Samanta
Paulo Pereira

Sempre fui exibidinha e safada desde pequena e mudei tudo por amor ao meu namorado (hoje meu marido) e terminei tomando um chifre que fez com que tudo mudasse na minha vida. Impus a Fernando condição de fazer o que quisesse e assim foi, só que na época ele não sabia de nada do que sabe hoje.Vou entrar em detalhes da minha vingança. Conforme o acordo que fiz com Fernando voltei a usar minissaias, tops, shorts curtos, tangas e deixei de usar soutien como até hoje não uso. Tudo isso ele viu, não gostou, mas foi obrigado a aceitar e terminou por curtir meu exibicionismo.O que Fernando não sabia na época foi que passei a paquerar muito e me mostrava muito sensual a todos os rapazes que se aproximavam de mim.No colégio minhas coxas estavam sempre à mostra na sala de aula e nos intervalos claro, estava sempre rodeada por rapazes que eram seduzidos pelos os contornos do meu corpo.Em um intervalo conheci Gustavo que tinha uns vinte anos, família rica, ia de carro para o colégio. Gustavo quase todos os dias me dava carona e me deixava perto de casa para evitar comentários ou um encontro desagradável com meu namorado.Claro que se eu aceitava a carona e contava com a cumplicidade dele para esconder tudo do Fernando eu poderia fazer outras coisas desde que meu namorado nunca soubesse.Outro dia no colégio aulas terminaram mais cedo, Gustavo me convidou para ir tomar um sorvete na praia. Topei, pegamos os sorvetes e voltamos para o carro. Ficamos saboreando e conversando. Eu sentada com as costas encostadas na porta permitia que ele visse minhas coxas e minha calcinha. Provamos o sorvete um do outro, passando a língua e claro, logo sentíamos o gosto de nossas bocas. Gustavo dirigiu-se até um ponto mais deserto e aí sim passamos a nos beijar com muito tesão. Tiramos nossas roupas e ele chupava meus seios enquanto brincava com os dedos na minha bocetinha. Quando estávamos no maior tesão sentei no colo dele de frente e o deixei entrar em mim devagar. Fodemos muito até escurecer e então ele me deixou perto de casa como sempre.Fernando passou em casa mais tarde, namoramos e nos beijamos muito e saímos para transar. Eu passei a sair com Gustavo após as aulas quase todos os dias para transar por pelo menos uma hora, sempre dentro do carro. Transei com ele até poucos dias do meu casamento e fizemos de tudo sem que Fernando nunca desconfiasse de nada...Falei para Fernando que vou viaja com meus pais, porque meus tios iriam fazer o aniversario de minha avó e acabei encontrando meu primo Paulo. Conversamos muito e disse a ele que estava namorando sério e ele com a liberdade que tinha comigo perguntou se não tinha saudades daqueles tempos em que brincávamos. Confessei que lembrava muito daquela época, mas que era muito criança e que agora eram outros tempos.Ele me perguntou o que achava de termos uma nova experiência para ver se seria como antes, ou melhor.Eu ri e garanti a ele que com certeza seria melhor, já que agora eu não ficaria restrita em dar apenas minha bundinha como antes. Ele se animou todo e sugeriu que ficasse por ali e dissesse aos meus pais que ele me levaria em casa mais tarde. Respondi que ia pensar com um sorriso bem sacaninha e me afastei dele.Quando meus pais resolveram ir embora eu disse exatamente como Paulo me dissera. Vendo meus pais indo embora e eu ficando Paulo percebeu tudo.
Uma hora depois saímos e Paulo me levou direto a um motel. Entramos no quarto e aos beijos nos despimos e nos jogamos na cama e sem preliminar nenhuma ele meteu em minha boceta me fodendo como um louco. Eu estava no clima e tive o primeiro gozo nas primeiras bombadas dele na minha boceta. Paulo continuou me fodendo com força e beijando minha boca até gozar e, antes disso gozei mais duas vezes. Paulo descansou um pouco abraçado comigo enquanto sentia o pau sair da minha bocetinha encharcada com seu sêmen.Passei a alisar seu membro desfalecido até perceber que voltava á vida. Quando ficou durinho dei-lhe uma chupada gostosa e pedi que Paulo comesse meu cuzinho como fazia antes. Ele me posicionou de quatro encostou a pica no meu buraquinho. Foi enfiando devagar, mas sem parar até estar todo dentro de mim. Fodeu-me a bundinha gostoso até encher meu rabinho de leite quente e grosso. Uma delícia!Meu primo passou a ser meu amante também a partir desse dia.
O bom é que não me sentia nenhum pouco culpada em fazer isso com Fernando, pois achava que ele merecia... Não parei aí. Na academia onde fazia ginástica e sempre fui assediada, passei a dar bola para o instrutor Rafael que era forte e musculoso. Chegava o fim do ano e a academia programou uma festa de confraternização em uma boate. Meu instrutor, Rafael me perguntou se iria e disse que não sabia, pois para ir a uma boate teria que ir com meu namorado e não sabia se ele poderia ir.Rafael fez uma carinha de revoltado e disse que se fosse assim ele não poderia ficar comigo como gostaria... Perguntei: - Como que você quer ficar comigo?Ele respondeu que queria ficar de uma forma que ninguém nos incomodasse.
Respondi que desta forma a boate seria o lugar menos propício para isso, pois ninguém nos deixaria a sós...Rafael concordou e perguntou se toparia uma despedida de ano só ele e eu. Respondi que sim e ele disse que veria como fazer.
Combinamos que eu iria ao apartamento dele na sua folga e marcamos o dia.Cheguei lá na hora marcada (08:00) e ele me recebeu de sunga, cheirando a banho recém tomado. Convidou-me a entrar e sentar só que eu não conseguia tirar os olhos daquele corpo maravilhoso. Ele disse que era muito cedo para as festas normais pela hora em que estávamos nos encontrando. Eu disse que as festas não precisam ter bebidas e que outras coisas poderiam ser feitas para animar...Transar, por exemplo? Ele perguntou.
- Porque não, respondi.
Rafael se aproximou de mim e abaixando me pegou o rosto me beijando a boca. Quando parou de me beija e voltou a ficar ereto, sentada como estava coloquei as mãos na lateral dos seus quadris e fui baixando a sunga devagar até liberar um pau lindo, grosso e enorme com veias salientes. Retirei toda a sunga e iniciei um boquete onde lambia desde o saco até a cabeça e colocava na boca o máximo que podia passando a língua em redor da cabeça gostosa. Chupei por uns cinco minutos acho, e aí ele me levantou me beijando na boca, sentindo seu gosto e retirando meu top deixando meus seios livres. Abaixou tirando a minha calça junto com a calcinha e me fez sentar novamente retirando meu tênis para me deixar totalmente nua.Pôs minhas pernas sobre seus ombros Iniciando uma linguada deliciosa na minha bocetinha encharcada. Sua língua brincava com meu grelinho me fazendo tremer e gemer de prazer. Gozei duas vezes com sua língua Rafael sentou no sofá me puxando par cima dele. Posicionei-me e fui descendo deixando seu pau deslizar para dentro de mim. Comecei a cavalgar devagar enquanto ele me chupava os meus seios e aos poucos fui acelerando sentindo tudo dentro de mim até chegar ao orgasmo, sentindo os jatos de sua porra quente dentro de mim.Rafael também passou a ser meu amante e tive experiências maravilhosas com ele, inclusive junto com outro instrutor da academia.De resto, sempre que ia a bailes sem a companhia de Fernando, gostava de ficar com estranhos e como disse ante, me sentia muito bem, pois além de gostar de tudo que fazia estava me vingando.

Paulo Pereira

04 outubro, 2006

+ Lançamento

Sacolinha lança segundo livro
Melina Dias
Do Diário do Grande ABC

Sem medo do clichê, uma autêntica voz da periferia é o centro das atenções nesta quinta-feira, às 17h, na Livraria Alpharrabio (tel.: 4438-4358), em Santo André. Ademiro Alves de Sousa, 23 anos, conhecido como Sacolinha, lança o segundo livro, 85 Letras e Um Disparo.
Após o romance de estréia, Graduado em Marginalidade (2005), o jovem ativista cultural paulistano optou por reunir contos. A temática desigualdade social/marginalidade continua presente. Há histórias de assaltantes, garotos malandros, mulheres da vida, mendigos e presidiários em crise de abstinência sexual.
Sacolinha conta que seu interesse pelos livros é recente. Começou “a pegar gosto pela leitura” em março de 2002 e passou a escrever “para extravasar” em junho daquele ano. Como em outros casos de vida, em que se verifica a mudança de prumo após o contato com uma nova linguagem, envolveu-se com produção cultural e não parou mais.
“A maior qualidade de Sacolinha é sua espontaneidade. A linguagem ficcional brota dele naturalmente, sem frescuras, sem pretensões a ser grande literatura, ainda que seja influenciado por muitos bons autores”, analisa o escritor Moacyr Scliar no prefácio de 85 Letras e Um Disparo.
Da sua “linda, porém sofrida periferia”, Sacolinha diz que os contos foram escritos em momentos de inquietação e sofrimento e tiveram como base a leitura de Jorge Amado, José Louzeiro, Máximo Gorki e Charles Bukowski.
E é desse encontro entre a vivência na periferia e o mundo aberto por clássicos da literatura marginal que surge o maior estranhamento obtido pelo autor nesses 17 contos. Ao homenagear os últimos escritores lidos, Sacolinha cria frankensteins socioculturais.
Seus personagens tornam-se incríveis, quase fantásticos. Como a prostituta que cita Cora Coralina, o bandido que termina de ler um livro de José Louzeiro antes de emborcar o uísque e sair para assaltar uma joalheria ou o escritor que passa fome durante o dia e à noite sacia-se com Graciliano Ramos. As falas soam duras, como numa cena com maus atores. O resultado acaba por reforçar o protesto do autor contra a distância sociocultural entreclasses.
Vem dessa (im)possibilidade a esperança na escrita crua de Sacolinha: o fato de ela registrar, antes do nascimento de um escritor na periferia, o despertar de um leitor na periferia.
___________X___________
85 Letras e um Disparo
Lançamento na Região do ABC

Depois dos lançamentos em Suzano, na Zona Sul e no Centro de Sampa, o livro “85 Letras e um Disparo” do escritor Sacolinha será lançado no dia 05 de outubro, quinta-feira, dás 17h às 20h, na livraria Alpharrábio em Santo André.

Vai rolar uma leitura de poesias com vários poetas. Quem tiver algum trabalho para apresentar é só chegar.

Serviço
Livraria Alpharrábio
Rua Eduardo Monteiro 151- Santo André – SP
Próximo ao Paço Municipal
Informações:
Tel. (11) 4438.4358 (11) 4747-3000
e-mail:
sacolagraduado@bol.com.br

Acesse:
www.sacolagraduado.blogspot.com

Sarau no RJ

Clique no cartaz para visualizar

03 outubro, 2006

+ eventos I

Itaú Cultural
convida


“do meio da rua vem cultura e arte”

a pulsação das ruas
A rua é o ambiente de socialização mais democrático de todas as cidades. É nela que se dão os fluxos humanos, os conflitos sociais, onde ocorrem manifestações políticas, culturais e artísticas e intercâmbios monetários, de informações e objetos, os quais regem o mundo em que vivemos.

Para estabelecer uma grande discussão sobre esse tema, o Itaú Cultural apresenta neste mês o evento Ruas, composto de debates, grafitagens, espetáculos de teatro e circo, oficinas de DJs e literatura, saraus lítero-musicais, mostra de vídeos e um seminário internacional – este realizado em parceria com o Grupo Cultural AfroReggae, do Rio de Janeiro. Todas as ações visam devolver à rua sua importância na estrutura da sociedade, visto que na atualidade esse espaço vem cada vez mais se deteriorando devido a fatores como a violência urbana, os vários tipos de poluição e outros problemas das grandes metrópoles.

Programação completa do evento RUAS no site
www.itaucultural.org.br

Segue abaixo dois destaques da programação: Série Debates e Oficinas.

03 a 06.10 [terça a sexta]
DEBATES


dia 3 terça
19h30
sala itaú cultural – 255 lugares
tema A Dinâmica das Ruas

A característica republicana do espaço rua, aberto a manifestações de todos os grupos sociais e a forma como o urbanismo torna adequada a rua para a vida social.
Palestrantes
Joaquim Guedes urbanista, doutorado em planejamento urbano pela FAU/USP. Autor de memoráveis trabalhos como, Nova Marabá (1973), Nova Barcarena (1979) no estado do Pará; Nova Caraíba (1976) na Bahia, conjunto da Cohab em Campinas (1974), entre outras.
Olgária Matos filósofa, professora titular de Filosofia Política na USP é autora, entre outros, de Os Arcanos do Inteiramente Outro: a Escola de Frankfurt; Filosofia: a Polifonia da Razão.


dia 4 quarta [para profissionais e estudantes de biblioteconomia]
19h30

sala itaú cultural – 255 lugares
tema Da Transgressão ao Circuito Oficial da Arte

A série Encontros com a Biblioteca do Itaú Cultural, programação mensal desenvolvida pela instituição, também se debruça sobre o grafite. O debate abordará um panorama dessa linguagem de arte tão polêmica e subversiva por natureza, pontuando os rumos e transformações, em particular, na cidade de São Paulo.

Palestrante
Celso Gitahy grafiteiro, pesquisador e artista plástico.

dia 5 quinta
19h30

Sala itaú cultural – 255 lugares
tema Em Busca de um Personagem de Rua

Os três palestrantes – André Sant´anna, Eliana Brum e Ignácio de Loyola Brandão – abordam a construção literária surgida a partir de vivência de situações do cotidiano. Observá-los, entender suas personalidades, jeitos e idiossincrasias e transportá-las para o papel suas características não é, entretanto, trabalho fácil. Exige sutilezas e precisão na palavra. Para eles, o personagem de rua é uma mescla de vários sujeitos – taxistas, camelôs, executivos. É da observação de seu vocabulário, por meio de histórias saborosas, que chegam aos escritores e jornalistas da forma mais inusitada possível, em bares, ônibus, consultórios, que se faz a crônica do cotidiano de uma grande cidade.


dia 06 quinta
16h30

sala vermelha – 70 lugares
tema Rua – Criatividade e Convivência

A fotógrafa Isabel Gouvêa e o cientista social Heitor Frúgoli Júnior conversam sobre o design popular, comércio de rua e o uso que as pessoas fazem dos espaços públicos.

Contato: Luiz Pedreira Jr –
visuart.luiz@itaucultural.org.br tel [11] 8405-4664

+ eventos II

Itaú Cultural informa

Blog Caminhantes Sete dias, três artista de olho na rua

Caminhantes é uma iniciativa que faz parte das atividades do evento Ruas, do Itaú Cultural. Em sete dias, de 2 a 8 de outubro, três artistas que atuam com diferentes linguagens vão postar no blog Caminhantes trabalhos que têm como foco personagens e situações de rua.

Joana Lira, ilustradora, Flavio Frederico, cineasta e Marçal Aquino, escritor, são os caminhantes que aceitaram o desafio de, cada um na sua área, criar uma série especial de sete flagrantes de rua. Trata-se de um desafio duplo, pois pela primeira vez em suas carreiras estes artistas vão criar vídeos, textos e ilustrações para uma mídia que a cada dia ocupa mais o ciberespaço e assume diferentes funções no cotidiano e nas possibilidades de uso de linguagem, o blog. Com webdesign de Pipol, Caminhantes é uma produção artística que faz parte do Ruas, ação interdisciplinar promovida pelo Itaú Cultural, entre 02 e 28 de outubro.

Flavio Frederico (RJ) é formado em Arquitetura e Cinema, realizou sete curtas, um longa, "Urbânia"(2001), e vários documentários, sendo que o mais recente documentário, "Caparaó", venceu o Festival "É Tudo Verdade", em 2006.
Joana Lira (PE) é designer gráfica, ilustradora, artista plásticas, ceramista e cenógrafa, além de atuar no desenvolvimento dos projetos de identidade visual e cenografia do carnaval do Recife.
Marçal Aquino (SP) é escritor e roterista de cienema, autor, entre outros de O invasor e Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios.

02 outubro, 2006

Sto André - ABC

ALPHARRABIO LIVRARIA E EDITORA LTDA
Eduardo Monteiro, 151 – Fone 4438-4358, Fax 4992-5225 – Santo André
e-mail:
alpharrabio@alpharrabio.com.br
www.alpharrabio.com.br
http://blog.alpharrabio.com.br

PROGRAMAÇÃO CULTURAL semana de 02 a 07.10.06

- 04 de outubro (quarta-feira) 15h00: Cineclube. Tema do mês: filosofia. Filme: O Sétimo Selo, Ingmar Bergman


- 05 de outubro (quinta-feira) 17h30: Lançamentos: 85 letras e um Disparo (contos) Canibalismo do Enigma (anti-romance)

- 07 de outubro (sábado), 10h00: Observatório do Poema - O verbo desencarnado(Octavio Paz)

4 de outubro (quarta-feira) 15h00 – CINECLUBE

Tema do mês: Filosofia
Filme desta sessão - O Sétimo Selo
Após dez anos, um cavaleiro (Max Von Sydow) retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela peste negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada e enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte (Bengt Ekerot) surge à sua frente querendo levá-lo, pois chegou sua hora. Objetivando ganhar tempo, convida-a para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte com a Morte ou não. Tudo depende da sua vitória no jogo e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.

Título Original: Det Sjunde InsegletTempo de Duração: 100 minutosAno de Lançamento (Suécia): 1956Direção: Ingmar Bergman

5 de outubro (quinta) 17,30h – LANÇAMENTO DE LIVRO: 85 Letras e um Disparo (contos)

85 Letras e um Disparo
Sacolinha
15X21 cm, 104pp., R$ 14.90.

Em seu primeiro livro Graduado em Marginalidade, Sacolinha prendeu a atenção dos leitores da primeira a última página; notou-se muito que as pessoas tiveram uma grande surpresa no fim do romance.
Com isso, o autor alcança um dos objetivos do bom artista, que é o de conquistar o seu público. Em 85 Letras e um Disparo não será diferente, pois neste livro, tudo pode acontecer; desde de um escritor que viaja 240 km de trem para vender seus livros em bares, até uma prostituta que tem argumentos suficientes para provar que não é prostituta.
Durante a leitura desta obra, nota-se que Sacolinha tem uma escrita meticulosa e cheia de surpresas, por isso alertamos o leitor para que não leve um choque e nem caia na risada desesperadamente.Mais uma vez o autor nos brinda em grande estilo, como tem que ser. Nada de demagogia, apenas literatura que sem dúvida terá lugar de destaque, como escreveu Moacyr Scliar no prefácio desta obra.

Sacolinha, nome artístico de Ademiro Alves de Sousa, nasceu em São Paulo no dia 09 de
agosto de 1983.
Sempre foi um sujeito inquieto. No ano de 2002, essa inquietação atingiu o auge, e foi neste momento que Sacolinha se apegou a leitura e logo em seguida adotou a escrita como instrumento de desabafo. “Escrevo para se extravasar”, afirma ele. Em dezembro de 2002, ele criou o Projeto Cultural Literatura no Brasil, com o intuito de divulgar os escritores desconhecidos e levar leitura aos que não têm acesso.
No ano de 2003 iniciou suas participações em diversos concursos literários, sendo premiado em muitos deles. Iniciou a escrita do seu primeiro romance Graduado em Marginalidade em abril de 2004, terminando essa produção em novembro do mesmo ano. Mas só foi lançá-lo em agosto de 2005, iniciando aí a sua entrada no mundo dos autores publicados.
Participa de diversas revistas e antologias e escreve mensalmente para vários sites de literatura. De dezembro de 2004 à fevereiro de 2006, foi presidente do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Sócio-Cultual Negro Sim. Produziu o vídeo-documentário do Projeto
Cultural Literatura no Brasil, hoje com o nome de Associação.
Atualmente trabalha como Coordenador Literário na Secretaria de Cultura de Suzano - SP e é graduando em Letras na Universidades de Mogi das Cruzes - SP.
Agitador cultural, faz palestras sobre literatura, questão racial e desenvolve freqüentemente
eventos literários.


7 de outubro (sábado) 10h00 – OBSERVATÓRIO DO POEMA

O verbo desencarnado
- Octavio Paz, “O verbo desencarnado” em O arco e a lira (pp. 283/305)
- Octavio Paz, “Whitman, poeta da América” em O arco e a lira (pp. 364/368)
- Flora Süssekind, “A poesia andando” em A voz e a série (pp. 171/178)
[estudo das relações entre a poesia contemporânea brasileira e seu tempo, com especial destaque para o livro As Banhistas de Carlito Azevedo]

ENTRADA FRANCA PARA TODAS AS ATIVIDADES

Saiba mais sobre nossa programação, nossa história e como comprar nossos livros pela Internet em
www.alpharrabio.com.br

http://blog.alpharrabio.com.br

01 outubro, 2006

Outubro

Agenda Literária de Suzano

Lançamento da 2ª edição da revista “Puçanga”
17/10 – 20h
Uma revista literária (de prosa, poesia e proesia) idealizada pelos escritores Nelson de Oliveira, Denis Dias Ferreira, Luiz Tomaz Clete, Valdete Pereira e Ivone Galdino, que tem como principal objetivo mostrar o trabalho da nova geração de escritores brasileiros.
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO


Lançamento do livro “Bem vindo ao mundo dos Raros”, de Cláudia Canto.
19/10 – 20h
Autora do livro “Morte às Vassouras”, que está sendo traduzido para o espanhol e o italiano, Cláudia Canto apresenta neste segundo livro uma coletânea de contos e crônicas de uma psiquiatria. Um roteiro às vezes dramático, outras bem humorado, ao abismo do cérebro humano.
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Trocando Idéias
24/10 – 20h
Um projeto da Associação Cultural Literatura no Brasil que visa a discussão sobre autores e textos literários brasileiros. Este mês o projeto abordará a obra “Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada”, de Maria Carolina de Jesus. A atividade recebe apoio da Secretaria de Cultura de Suzano.
Facilitador: Escritor Sacolinha
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Caminhos Cruzados
26/10 – 20h
O projeto pretende definir os conceitos “Realidade e Fantasia”, desde o âmbito da filosofia nos textos de Castor Bartolomé Ruiz e Jean de Baudrilard, e propor o encontro dessas manifestações com textos de Murilo Rubião, Jorge Luis Borges e Guy de Maupassant.
Realização: Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat)
Apoio: Secretaria de Cultura de Suzano
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Pavio Erótico*
28/10 – 20h
A atividade ocorre a cada quatro meses e tem por objetivo desmistificar a literatura erótica e trabalhar a questão da prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis. Para isso, a Secretaria Municipal de Cultura conta com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde. O evento contará com um recital de poesias, leituras dramáticas, monólogos, peças teatrais e exibição de vídeos.
Local: Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”
* Proibido para menores de 18 anos.
GRATUITO

Filosofia sem Café
29/10 – 16h
Realizado pela Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat), com o apoio da Secretaria de Cultura, o encontro reúne pessoas que produzem pesquisas em universidades e se dispõem a expor e comentar seus trabalhos com todos os interessados. Quem quiser participar ou obter mais informações pode enviar um e-mail para
aprofat@uol.com.br.
Realização: Associação dos Professores de Filosofia do Alto Tietê (Aprofat)
Local: Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi
GRATUITO

Litera-Cine
31/10 – 20h
A Secretaria de Cultura de Suzano passa a desenvolver a partir deste dia uma nova atividade no campo da Literatura. Uma vez por mês, o projeto exibirá filmes e documentários que abordam obras importantes de escritores brasileiros e estrangeiros. Haverá um debate após cada sessão.
Filme: “As Horas” (114 min.), de Stephen Daldry
Local: Centro de Educação e Cultura “Francisco Carlos Moriconi”
GRATUITO
Centro Cultural de Suzano
Rua Benjamin Constant, 682
Centro - Suzano - S.P

Já assistiu?

Matéria da TVT sobre o projeto Literatura e Paisagismo - Revitalizando a Quebrada do escritor Sacolinha.